Coletânea - Avisa lá que aqui tem muita coisa sobre corpo, gestos e movimentos na Educação Infantil.

Código: JFJS89QHB
R$ 20,00
Comprar Estoque: Disponível
  • R$ 20,00 PagSeguro
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

Avisa lá que aqui tem muita coisa sobre corpo, gestos e movimentos na Educação Infantil.

Esta coletânea está repleta de propostas que trabalham o movimento das crianças, mas vão mexer também com a mente e o corpo do educador.
Isto porque reunimos artigos que, de acordo com a Base Nacional Comum Curricular para a Educação Infantil, favorecem à criança a exploração do mundo, do espaço e dos objetos e possibilitam estabelecer relações, expressar-se, brincar e produzir conhecimentos sobre si, sobre o outro, sobre o universo social e cultural. As ações e projetos descritos nesta coletânea, trazem consistência, confiança e criatividade ao trabalho com esse campo de experiência.

No primeiro artigo “A criança e o movimento”, Isabel Filgueiras, especialista na área, afirma que a compreensão do papel da motricidade no desenvolvimento e na vida da criança pode contribuir para que as escolas de Educação Infantil organizem práticas educativas que incorporem essa dimensão nos processos de ensino e de aprendizagem.  Por meio do movimento, a criança aprende muitas coisas sobre si mesma e sobre o mundo, mas ressalta que a criança, nessa experiência, interage com a cultura, seja para dominar o uso dos diferentes objetos que a espécie humana desenvolveu, seja para usufruir atividades lúdicas e de lazer, aprendendo também a se relacionar.

Em “Sobe e desce, agacha e puxa”, a confiança da educadora nas crianças de 3 anos e seu conhecimento sobre o que elas são capazes de fazer, levou a um trabalho de exploração diferenciada do espaço, ampliação e apropriação de novos movimentos por parte das crianças. Os materiais presentes no cotidiano, ganharam outros significados: os bancos viraram pontes onde era difícil se equilibrar, caixas funcionavam como túneis por onde só passaria quem se agachasse. O diagnóstico realizado e a definição de objetivos permitiram à educadora criar desafios cada vez mais interessantes às crianças.

No artigo “Baldes, pás, areia e água”, profissionais da Educação Infantil, de um município participante do Programa Formar em Rede, conscientes da importância do brincar com água e areia na escola desafiaram as crianças a vivenciarem novas descobertas, com atividades que promoviam a liberdade de expressão e a criatividade. O artigo é também uma reflexão sobre a relevância do papel do adulto e suas possíveis interações durante as brincadeiras infantis.

“Uma pirueta, duas piruetas: uma sequência para crianças pequenas” mostra o trabalho desenvolvido com crianças pequenas e a descoberta de novas formas de se movimentar e de se expressar. Brincadeiras com bolas grandes, contorção sobre o próprio corpo e equilíbrio em um contexto circense, trouxeram inúmeras possibilidades de ampliação da consciência corporal.

Em “O que contam as caveiras”, a pergunta das crianças “de onde vem os ossos”? surgiu da leitura de um livro de história de caveira: Apalpando as partes mais duras de seus próprios corpos veio a descoberta: “Nós também temos caveira!” Foi assim o início do trabalho de pesquisa, relatado neste artigo, onde o interesse das crianças pelas horripilantes histórias de caveiras, transformaram-se em uma maneira criativa de pesquisar e vivenciar o corpo humano.

Mariana Americano apresenta, no artigo “A curiosidade e o encantamento de movimentar o corpo”, atividades no ambiente interno, nos quintais e demais espaços abertos da escola, onde se pode observar crianças pequenas adquirindo cada vez mais habilidades de subir, descer, abaixar, se esticar; de testar os limites do corpo e adquirir confiança em suas ações.

Aparecida Scapolan Vigo, CP de um CEI de São Paulo, relata, no artigo “Criando e Recriando o recreio”, a transformação do parque da escola em um espaço expressivo que envolveu toda a comunidade escolar e, principalmente, as crianças.

Em “Objetos brincantes para mudar o espaço”, artistas contribuíram para a constituição de um ambiente diferenciado e com foco na brincadeira para as crianças, possibilitando experiências inusitadas ligadas à estética, ao toque e ao movimento.

Debora Rana e Nancy Ferreira das Neves, professoras da Escola Projeto Vida, em São Paulo, descobriram que vale a pena estimular a observação das crianças e relatam essa experiência no artigo: “De olhos bem abertos”. Partiram das imagens estereotipadas que costumam inundar os desenhos infantis, como as casinhas, o sol, entre outras, e ampliaram o repertório da representação da figura humana, priorizando o desenho ligado ao tema do movimento, com o auxílio de artistas que têm nessa temática sua preocupação.
No artigo “Bolas: o que podemos fazer com elas”? a observação atenta do professor levou ao desenvolvimento de projetos que possibilitaram a ressignificação de materiais utilizados no cotidiano, alimentando as pesquisas das crianças, ao organizar e enriquecer suas experiências.

E para finalizar, em “Muito além de um parque”, podemos conhecer a transformação do parque da escola em um espaço expressivo que envolveu toda a comunidade escolar e, principalmente, estimulou os sentidos e a curiosidade das crianças. Tudo isso com o apoio de uma rotina planejada do espaço, do tempo e da utilização de materiais diversificados que possibilitaram à criança brincar, interagir, ouvir e ser ouvida, ser cuidada e ser autônoma.

Esta Coletânea vai mexer com você!
Boa Leitura!

R$ 20,00
Comprar Estoque: Disponível
Sobre a loja

A loja Instituto Avisa lá oferece revistas, cursos e arquivos eletrônicos desenvolvido e publicado para os educadores. Tudo isso com a mesma seriedade e qualidade de uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos que desde 1986 vem contribuindo para qualificar a prática educativa pública por meio da formação continuada dos profissionais da educação. Saiba mais em www.avisala.org.br

Pague com
  • PagSeguro
Selos
  • Site Seguro

INSTITUTO AVISA LA FORMACAO CONTINUADA DE EDUCADORES - CNPJ: 57.182.503/0001-42 © Todos os direitos reservados. 2018